REDEPAX
by on 12 February, 2021
198 views

É verdade que poucos ousam seguir os passos de Sebastián, o famoso "Sebas" ou como ele se autodenomina, Seed Del Mar Indio, ou seja, um "mix" de seu nome completo que é Sebastián Emilio Dominguez com a fusão de "semente" e "mar" pelo fato dele ter nascido na região litorânea da Argentina, a famosa Patagônia.

Mas atualmente o permacultor está bem no coração do país, na região das Serras Cordobesas e há três anos vem desenvolvendo um trabalho de consciência e cuidado com a natureza que poucos se encorajam fazer. Aos 38 anos de idade, atraído pela cultura original da América do Norte, Sebas usa a imagem daquela cultura para seu empreendimento chamado "Proteger o Sagrado - Permacultura. Alojado na área de Punilla, Villa Giardino, famosa zona de montanha, Sebas acredita que a permacultura não é só uma prioridade, mas é a própria essência da vida. "Posso dizer que são poucos os que me vêem e sabem o que eu faço; ou o que eu faço os atrai", conta.

Atraído pela vida comunitária em contato com a natureza depois de sentir uma impotência diante da indiferença social na cidade contaminada pela violência, Sebas só conseguia se ver vivendo perto da mata. "Não encontrando empatia com a vida na cidade, o objetivo de viver sem a natureza era insuportável. Isso me levou a encontrar a informação de uma Ecoaldea e fui morar depois de um ano e meio. Em dois anos de vivência nesta Ecovila, participei dos Cursos PDC e PDC Avançado, o que me levou a encontrar essa afinidade na minha relação com a natureza e os processos humanos. Foi muito poderoso ver meu desenvolvimento tão natural tanto nas tarefas de campo quanto nas dinâmicas de grupo", explica.

Com uma energia forte de um verdadeiro guardião da Mãe Terra, Sebas carrega força nas palavras e em suas expressões. Seu empreendimento segue uma linha educativa de assessoria ambiental. Além de gerar encontros voluntários para reuniões e palestras, o permacultor convoca as pessoas para sentir e viver as experiências em contato direto com a terra. "Aprofundo e faço um foco na geração de sementes valorizando o encontro, que sem essa sustentação não poderia se chegar ao cultivo de nada", conta.

Onde Sebas vive também é seu espaço de assessoria, uma área com bosques naturais e diversas árvores frutíferas além de uma extensa área de hortaliças plantadas e cultivadas por ele. "O Proteger Sagrado vai comigo. Tudo o que realizo gera a união com outros empreendimentos que queiram avançar na permacultura e na agroecologia", explica.

CULTIVANDO AS SERRAS - Durante todo o mês de janeiro Sebas gerou encontros com vizinhos e amigos para transmitir saberes junto com a terra. Desde as sementes, tarefas de campo, preparação de horta nas casas, eventos, mercados de plantas, sempre com o objetivo de reconectar o vínculo desde as plantas com a própria natureza do homem.

"Deduzo que tudo faz sentido, na forma como vivo minha vida. Mostro que pelo que faço e digo, a profundidade dos laços me agrada. Falo de confiança, de ser gentil, de estar nu sem máscaras, diante de quem somos... meu ser diz que nada há a nos esconder. Sei que é de uma intensidade que poucos estão dispostos a enfrentar, principalmente por falta de espaço e autoconfiança... não porque não querem", comenta Sebas a falar um pouco sobre si mesmo.

O permacultor se sente orientado para algo essencial que é cuidar da terra e vê que ainda não influenciou tantas pessoas como gostaria. "Se alguém me diz algo, eu su sei que é um despertar por seu próprio processo. Encontrei no reino vegetal uma atitude de entrega à vida. Preparando-se para crescer em um espaço sem se mover. E neste desenvolvimento, tenho sempre em mente sua ligação com a terra, o sol, a água, o vento", diz.

O permacultor está sempre aberto a receber contactos para falar de sua experiência e atuar diretamente em espaços com pessoas que sentem afinidade e que entenderam a necessidade de regenerarmos a Terra nesses tempos atuais. "O ato de secar e liberar as sementes é um ato de entrega total confiada à vida ao seu destino. Assim vi na vegetação confiança, rendição, reverência ... à Vida", finaliza.

Quer saber mais desse lindo serviço de regeneração planetária? Acesse a página do projeto de Sebas AQUI.

Fernanda Borges
fernandaborgespaz@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Like (2)
Loading...
2