Shely Paz
by on 10 November, 2021
12 views

O ego é ruidoso - precisa de muitas palavras e se vale de diversos recursos externos para se alimentar.

 

A mente linear é a fonte do egoísmo - ela trava batalhas em si mesma, degladia entre o bem e o mal, cria conflitos a todo momento.

 

A mente não governada por um Logos - por uma consciência mais elevada que a mente - é um campo de batalha que nutre a desordem do mundo.

 

Permitir que a consciência que somos dirija os pensamentos é estar colaborando com a paz. Identificar-se com a enxurrada de pensamentos conflitantes, é nutrir o caos.

 

Entender que somos a consciência por traz dos pensamentos muda a maneira como lidamos com nossa mente falante e egoísta.

 

Ela tagarela enquanto a consciência apenas observa, sem identificar-se com o conteúdo que ela cria. A posição de observação é neutra, não julga, não toma partido, assiste como um filme e compreende que tudo é apenas uma criação mental em prol da manutenção da mentira.

 

Um dos aprendizados dessa materialidade é esse: estar munido de uma mente que mente e conseguir reconhecer seus mecanismos, para finalmente nos expressar em consciência.

 

A consciência é silêncio, é paz.

Nada quer, apenas é.

Attachments
Posted in: Reflexões
Like (1)
Loading...
1