REDEPAX
by on 6 March, 2020
533 views

Ele ainda era uma criança, por volta de seis ou oito anos de idade quando já cantava suas primeiras canções enquanto brincava numa rede nos fundos do quintal de sua casa em Córdoba, região central da Argentina. A naturalidade com a música sempre fez parte da vida de Diego Dotto, 53 anos, que nunca imaginou que um dia pudesse ser compositor ou até mesmo músico profissional. O dom musical surgiu em Diego de maneira muito simples e espontânea mas que já tem contribuído com um vasto repertório de canções que tocam os corações dos que ouvem, em especial aqueles que buscam, por meio dessa linda arte, se conectar consigo mesmos.

Além de interpretações de canções latino-americanas, as músicas de Diego são muito características de sua própria fluidez com seu trabalho que passa pelo universo de músicas populares até ícaros indígenas e mantras. Atualmente Diego vive em Saldán, Córdoba, e pela internet aceitou o convite para conceder uma breve entrevista à Redepax logo após o seu acesso à plataforma, onde pretende disponibilizar seu trabalho aos que sintonizarem com suas canções. 

Diego lembra que ainda na infância tinha uma certa curiosidade sobre a possibilidade de levar uma vida sacerdotal e até hoje se vê um pouco surpreendido com a maneira como a música passou a fazer parte de sua vida.

Quando ainda era muito jovem recebeu seu primeito violão e desde então a conexão foi imediata. "Foi um presente de um vizinho quando eu completei dez anos e, embora a princípio eu não tivesse interesse em tocá-lo, apenas aos treze anos eu passei a me conectar com o instrumento e o efeito foi imediatos: mesmo com poucos recursos técnicos, começo a escrever as primeiras músicas, mas, no meu caso, nunca senti que, em certo sentido, estava limitado. Eu sempre conseguia encontrar o recurso para reproduzir o que estava ouvindo em meu estagiário e, até hoje, essa conexão foi mantida", lembra Diego.

Professor de violão e agente de grupos vocais que trabalham com a linha do folclore argentino, Diego também faz algumas apresentações públicas, mas esta já não é a prioridade do músico, que enxerga a arte como algo muito livre e que o desperta sempre que o bater do coração está alinhado com sua expontanea tarefa de compor ou simplesmente tocar. 

"Quando comecei a tocar as primeiras músicas com o violão, a ideia de ser compositor nunca passou pela minha cabeça ou de dizer "agora eu quero ser compositor". Isso aconteceu tão espontaneamente que não foi um evento muito importante, apenas aconteceu, e embora, a princípio, eu tenha procurado ajuda nas formas das músicas de outros autores, sempre tive a sensação de que a música era composta sozinha e a única coisa que eu fiz foi traduzi-lo", lembra Diego.

O músico explica ainda que, no começo de sua relação com a música, a forma melódica evocava uma certa poesia ou letra, ou seja, primeiro a música era composta e depois a letra. Assim, por muitos anos até chegar aos mantras em Irdin, conteúdo que Diego disponibiliza em um de seus canais no youtube, gratuitamente. O músico conta ainda que tudo mudou de quatro anos para cá, porque, segundo ele, enquanto recitava a letra do mantra, quase ao mesmo tempo a melodia aparecia, com tanta espontaneidade e simplicidade, que ele mesmo não pode resistir a uma energia que surgia e que continua a acontecer.


"Nunca tive a intenção, ou projeto, de compor músicas para mantras, muito menos publicá-las. Se a música quer se expressar através de mim, flui com o menor condicionamento possível da minha parte, porque o resultado ou a consequência está além do meu controle. É, de alguma forma, como um tipo de entrega, mas ainda não totalmente consciente. Nesse sentido, parece-me que a música pode se tornar um meio de elevação e mudança, quando também podemos nos colocar no lugar do instrumento para que a energia possa ser canalizada sem o controle dos resultados", finaliza Diego.

SINTONIZE

Acompanhe os trabalhos de Diego Dotto por aqui na Redepax: https://www.redepax.pt/diegodotto

Fernanda Borges
fernandaborgespaz@gmail.com
 

 

 

Love (6)
Loading...
Like (5)
Loading...
11
diego dotto
Maravillosa síntesis, Fernanda, infinitamente agradecido!
1
1
7 March, 2020
Edson oliveira chagas
Linda sua historia irmao cancoes que elevem sao cada vez mais nescessarias nestes dias fico grato por estar fazendo parte dessa grande familia
2
2
10 March, 2020
diego dotto
Muito obrigado, Edson! Bênçãos para você
1
1
10 March, 2020